Savage Bonds (The Bonds That Tie #2)

Autora: J. Bree
Harém Reverso/Paranormal/ +18
Diferença de idade/mocinho mais velho/professor e aluno/friends to love/enemies to love/bully romance

Bom, aqui a história continua depois da Olie liberar um pouco de seus poderes quando tentou proteger a melhor amiga da "Resistência", que voltou a atacar de novo. Não entendi o que é essa resistência exatamente e o que querem, mas imagino que nos próximos livros tenha mais explicações. E aí o BOND dela tá mais uma vez magoado porque ela escondeu os dons dela, achavam até que ela não tinha poder nenhum. E aí descobrem que ela consegue matar pessoas com a mente e "curar" os parceiros. Aliás, o livro já começa com essa questão, ela não aguenta ver Gabe, Atlas, Gryphon, Nox e North machucados - mesmo que ela nem queira conversar com alguns deles seu "vínculo" não suporta vê-los feridos.
North está enfrentando vários problemas no conselho, gente importante e influente na sociedade morrendo, e descobrimos que o BOND deles (Ollie e cia) está causando medo em algumas pessoas. Isso porque os 5 caras aqui são extremamente poderosos, e a sociedade se questiona se é seguro deixar tanta gente poderosa assim na mesma família (não que eles possam fazer muito a respeito disso, afinal o "vínculo" de parceiros é algo natural e não forçado, não tem como escolher quem é do BOND ou quebrar isso).
Foi muito legal conhecer mais dos poderes deles. Um consegue mexer na mente das pessoas, saber quando mentem ou omitem informações, paralisar as pessoas. Outro se transforma em qualquer animal metamorfo, outro é indestrutível e assim por diante... Junta a Olie que consegue curar os parceiros e mata com a mente, os outros realmente tem motivos pra temê-los.

“Oh, minha garota gosta disso? Você quer que eu mate todos que se atreverem a olhar para você? Eu vou. Não sou um bom homem, não como o resto dos seus Bonds. Eu sou bom para você e foda-se o resto deles. Se você quer sangue, doçura, eu darei a você. Vou te dar o que você quiser. ”
outra coisa que achei legal foi conhecer mais dos caras por trás da armadura. North obriga todo mundo a jantar junto pelo menos uma vez por semana e o que antes era algo desagradável e constrangedor, com o passar dos meses foi ficando natural. Os mais velhos falam sobre política, sobre guerra e a força tática, tals. E os mais novos falam da faculdade, das aulas, de esportes. Apesar da diferença de idade, é tão fofo ver eles interagindo.
O North até se oferece pra ajudar em algumas lições se precisarem, e designa o Gryphon a dar treinamento particular de luta pra Olie, que é obrigada a acordar 5 DA MANHÃ pra treinar. E é engraçado quando forçam o Atlas a ir também. Os mais velhos tem facilidade de "mandar" no Gabe, realmente como se fossem irmãos mais velhos deles e super confiam nele. Só que como o Atlas chegou recente, eles a princípio parecem ficar meio assim com ele, mas com o tempo pegam no pé dele também.
Tem várias briguinhas internas. Uma hora Gabe e Atlas parecem ser melhores amigos falando de jogos e tals, em outra lá estão eles querendo se socar. Tem segredos que o Gabe e o Atlas esconde dos outros por causa da Olie, principalmente os "ataques" dela, pois seu "vínculo" começou a pedir mais dos outros rapazes e ela se força a não fazer. Só que uma parte dela tá enlouquecendo, e o que alivia é sentir o cheiro deles. E aí ela começa a roubar mais e mais roupas do Nox, do North e do Gryphon com a ajuda do Gabe e Atlas. É surreal a cena em que ela começa a chorar porque lavaram os moletos do Gryphon e eu queria vomitar arco-íris porque os dois são mto fofinhos e correm pra ajudar ela kkkk



Ela tá suuuuper dengosa nesse livro. Ela é forte? É. Ela é decidida? Sim. Mas está morrendo de necessidades e ciúmes. Ela fica louca quando vê um dos seus BONDS perto de outra mulher, parece até possuída e fica irracional. É tipo um drogado que está vendo a sua "droga" favorita e se recusa a cheirar, só que a abstinência cobra e é exatamente o que o vínculo está fazendo com ela.
Ainda no Gabe e Atlas, toda vez que eles dormiam juntos com a Olie meu coração derretia. Eles ficam competindo pra ver quem vai tocar no cabelo dela, quem vai dormir no colo dela ou vai abraçar ela pela cintura. Só que é um chameguinho tão cute... E eles vão aceitando a presença um do outro. Tipo quando o Gabe vai sair e o Atlas faz o Gabe e a Olie se beijarem pra se despedirem.
Quanto aos mais velhos, Nox continua um babaca e bebendo mais e mais. Ainda não sabemos exatamente o que rolou com ele, mas uma parte de mim acha que ele é bi e que ele tá revoltado pela Olie ser o centro do BOND, ou seja, ele só pode ficar com ela na teoria e ele quer ficar com um rapaz (é teoria tá, não sei). Também acho que alguma mulher magoou muito ele antes, talvez até a própria mãe, e ele acha que a Olie tá fazendo a mesma coisa - e ele não perdoou o sumiço dela nos 5 anos até agora. O que redime ele são os cães infernais que ele projeta dos dons dele, e um desses cães vira o animalzinho de estimação da Olie.

“Me reivindicando, me amarrando a ele, me possuindo, e me tendo para sempre porque não existe eu sem ele. Fomos feitos da mesma estrela moribunda, colocados nesta terra para buscar um ao outro e nos ligarmos uns aos outros por toda a eternidade. ”
North tá sobrecarregado, o conselho pressionando ele e o BOND deles, a resistência atacando abertamente, e ele fazendo o possível pra manter a família dele, seu BOND unido. É até um contraste pela diferença de idade, e a gente vê como ele carrega coisas nas costas pra deixar os mais novos "em paz", sem tanta "responsabilidade". Ele é quem pega o chumbo. Quem mais tá ajudando ele parece ser o Gryphon, só que até o mais sensato do grupo tá ficando meio "irracional" com o vínculo dele atacando. Tem até um momento que o Gabe e o Atlas tão brigando e a Olie chama o Gryphon pra acalmar os ânimos. Ele chega lá e ao invés de ajudar começa a brigar tbm kkkkk




eu senti muita dó do North nesse livro, porque ele tá sendo bombardeado por todos os lados e fica tendo que resolver picuinha de adolescente. E o problema não é nem as brigas internas deles, tipo Atlas X Nox. É quando eles se juntam pra atacar alguém e o North tá fazendo o possível e impossível pra limpar a imagem deles pro conselho, pra não acharem que são perigosos. Aí alguém de fora do bond fala um A pra Olie ou a chama de monstro, pronto, lá estão Gabe e Atlas brigando em público pra defender a honra dela. Ok, são adolescentes, mas como alguém do alto conselho como ele explica Gryphon, líder da força tática da sociedade brigando também?
O ápice é quando no meio da noite North vai resolver problemas dos amigos da Olie. Eu fico imaginando ele, quase na casa dos 30 anos lidando com brigas por causa de bebida e festas juvenis. Apesar dele não confiar 100% na Olie, eu o perdoei e me compadeço, no final das contas ele só quer o bem de todos que ama. No livro anterior eu odiava que ele obrigada Olie a almoçar e jantar, só que agora eu penso, porra se ele não obriga ela fica lá morrendo de fome por pura teimosia. É curioso porque a guarda dela tá com ele, ele tem que ficar bancando a figura paterna só que assim... NÃO TEM NADA DE PATERNO QUANDO ELA TÁ NA CAMA DELE E ELE COM AS MÃOS NELA sksksksk

"Você é o mistério, a anomalia, a encarnação dos rumores da loucura."
Gryphon eu não sei nem o que dizer, eu realmente AMO esse cara. Ele é tão sincero consigo mesmo e com os outros, e fica tão preocupadinho de dizer ou fazer algo errado que magoe a Olie. Ele sente quando ela tá mal e fica forçando ela a dizer, mas só porque ele se preocupa. A sessão de treino diário entre os dois é quente, e quando ele faz pequenos gestos, como pegar na mão dela e fazer carinho aiai, derreto 🥵 e eu realmente amo ver a amizade dele com o North, pena que ainda não vimos muito da amizade dele com o Nox.
Eu já falei o quanto a Olie tá manhosa nesse livro? Até por causa de bota ela chora, e algumas coisas que estavam mal explicadas no livro anterior são explicadas (e teriam sido explicadas mais rápidas se tivessem mais diálogos e menos ego). "Ain eu odeio eles porque pegaram minha bota e socaram no cú". Era só a pirralha ter perguntado, "alguém viu minha bota?" que alguém teria entregado kkkkk pirralha no bom sentido tá, eu sei que a Olie só tem 19 anos e não dá pra cobrar tanto de uma menina que fugiu por tanto tempo e não se socializa muito bem.
Enfim, livro maravilhoso, mais perguntas são respondidas e eu AMO esse grupo ❤ ❤ muita química, muitos beijos e mal posso esperar para o 3º livro, que sai em dezembro.

1 Comentários

  1. Muito obrigada pela resenha, estava curiosa sobre o que aconteceria neste.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Encontrou algum erro ortográfico? Não deixe de comentar! Sua opinião é muito importante pra nós.
Não tem conta no google? Não tem problema.
Escolha a opção nome/url e coloque seu nome.
Volte sempre.