A importância de um Representante de turma

Mais um ciclo se fechou para mim em 2019: tive minha última reunião como representante de turma/embaixadora da Escola de Negócios da FMU. Foram 4 anos atuando nessa função, e sinto que aprendi e amadureci muito. Já fiz uma postagem aqui sobre Como é ser um representante de turma, então escrevo este artigo para vocês que pensam em se tornar representantes de turma, que já foram ou ainda o são sua importância.

Quando se fala em um representante, muitos imaginam apenas a pessoa que fica cobrando os materiais para o professor enviar para a turma, mas vai muito além disso. Já começa com as eleições, onde é necessário que você tenha a coragem de se candidatar e passar por esse crivo.



Sim, no meu 1° semestre eu quase não me candidatei por vergonha haha. Aquele receio de ir lá na frente, "vender o meu peixe" e provar para desconhecidos o motivo de eles me escolherem para representa-los.

Você tem toda aquela questão de lidar com outras pessoas. Pode não saber o nome de todos os alunos da sua turma, mas em algum momento alguém vem tirar uma dúvida e você precisa saber das as respostas, e caso não saiba correr atrás da informação para repassar.

E nem todo aluno entende que você é só um representante. Todas as frustrações a respeito da instituição, das aulas, dos professores, financeiros, documentação etc, às vezes coisas que nem a coordenação lida você precisa ouvir. Aliás, o que você mais vai fazer é ouvir e precisa ter paciência.

É saber se colocar no lugar do aluno, afinal você é um, mas também se colocar no lugar do professor. Que aliás, é a pessoa com quem você mais vai ter contato.

Muitos professores vieram até mim para me mostrar sugestões de aulas, didática, querendo feedback. Então se colocar nesse papel de "aprovar" e propor sugestões em uma determinada aula pode acontecer.

E quando você gosta muito do professor, mas a sala está com algumas queixas e é você quem precisa ir até ele e expor essas reclamações? Existe todo um jeito de chegar na pessoa, o tom que você usa, seus argumentos. Para alguns, pode até ser fácil, mas me lembro de ensaiar varias vezes antes da primeira vez que isso aconteceu. Com os anos, foi ficando mais natural essa dinâmica.

É saber apontar quais estão sendo os maiores problemas da sala e filtrar o que cabe passar para a coordenação e o que é simplesmente queixa de um aluno que às vezes nem está com a razão. E falando em coordenação, representantes são o braço direito deles. Somos nós que estamos na sala de aula, que ouvimos o que os alunos estão dizendo, que conseguem identificar os erros mais facilmente e as sugestões.

Resultado de imagem para dialogo


Sou imensamente grata a cada aluno que já votou em mim nessa trajetória, a cada professor com quem trabalhei e a coordenação por me ensinar o que é estar num cargo de liderança.

Sei que alguns representantes não levam muito a sério esse papel, mas quero acreditar que fiz o meu melhor para auxiliar meus colegas de turma e meus futuros colegas de profissão - afinal, um dia serei professora e esses coordenadores serão meus líderes.

E por me permitirem colocar em prática tantas situações que acabaram me preparando até mesmo para o mercado de trabalho, pois várias dessas vivências eu acabei usando depois.

Parabéns aos representantes de turma que conheci por todo esforço e dedicação. Fico imensamente grata por todos os aprendizados, e que novos desafios surjam pela frente!

Postar um comentário

O que achou desse post? Encontrou algum erro ortográfico? Não deixe de comentar! Sua opinião é muito importante pra nós.
Não tem conta no google? Não tem problema.
Escolha a opção nome/url e coloque seu nome.
Volte sempre.

My Instagram

Copyright © Um Remédio Chamado Ler. Made with by OddThemes & Artworkdesign