Perguntas para refletir - Oficina do Empreendedor



Estou lendo o livro Oficina do Empreendedor, do Fernando Dolabela e encontrei um exercício muito interessante para fazer, a de Processo Visionário. Ele é dividido em três partes e consiste em realizar projeções sobre o futuro da sua vida pessoal e das suas atividades profissionais. O intuito é que o indivíduo reflita sobre cada questão e pense em cada resposta. São ao todo 30 questões e vou deixar disponível com as minhas respostas e meus pontos de vista, fique à vontade para responder com suas opiniões e visão de mundo:

Sociedade do futuro

Esse exercício visa identificar como imaginamos a sociedade nos próximos 10 anos. 


1. Será a sociedade do ser ou a sociedade do ter?

Eu realmente espero que seja a sociedade do ser, apesar de estar um tanto quanto decepcionada com ela atualmente. Espero que as pessoas valorizem suas habilidades e façam coisas das quais gostam, mas que também pensem no ambiente e nos seres vivos. Acredito muito em um futuro onde mais do que ter algo, as pessoas estejam engajadas em compartilhar.

2. O que as pessoas possuirão?

Carros, casas, aparelhos tecnológicos como celulares e talvez computadores mais sofisticados. Não sei se no Brasil estaremos tão avançados quanto o resto do mundo, mas imagino uma sociedade onde a Internet das Coisas esteja cada vez em alta e na integração total entre a tecnologia e a comunicação.

3. Qual será o papel das religiões, das idéias, do pensamento social?

Espero que a religião deixe de ser uma forma de arrecadação de dinheiro, julgamento e mortes. E que possa ser um instrumento do qual o ser humano pensa mais em si e nas suas ações, nas pessoas que o cercam e seja melhor. Que cada um siga a sua fé em paz, sem julgar os outros ou tentar atacar a religião alheia. Que as ideias estejam disponíveis e acessíveis, mas que elas não sejam apenas coisinhas na mente: espero que se tornem reais, oportunidades. Espero que cada um possa ter suas próprias opiniões e pensamentos respeitando a dos outros.

4. Como o trabalho será organizado: todos serão autônomos, não existirão empregados?

Acho difícil uma sociedade onde não exista um empregado, e por mais que 10 anos seja muito tempo, não está tão longe assim. Penso que de fato teremos cada vez mais pessoas trabalhando por conta própria oferecendo serviços, freelancers, micro empreendedores. Hoje em dia temos poucos postos de trabalho em empresas grandes, são milhões de desempregados e tantos outros trabalhando em áreas das quais não gostam, recebendo pouco para tanta exigência. Imagino um futuro onde nosso país tenha muitas pessoas trabalhando por conta e por opção. Você trabalha menos, pode ganhar mais e tem qualidade de vida.

5. Qual será o papel do lazer? O que as pessoas farão como lazer?

Lazer como é entendido é o que fazemos no nosso tempo de folga, correto? Nossas formas de distração, entretenimento. Fazer algo que eu gosto e poder ganhar dinheiro com isso vira até um fonte de lazer. Espero que as pessoas leiam mais livros, façam viagens ao interior para relaxar e que isso seja mais frequente, não só algo para se fazer uma vez por semana. Que você possa fazer uma caminhada antes do trabalho, que após o expediente consiga relaxar assistindo ao seu seriado favorito e que faça parte da sua rotina. Sério, ninguém merece passar 4 horas no transporte público ida e volta do trabalho. Se você conseguir eliminar isso, cara isso já vai fazer com que muitos consigam relaxar mais.

6. Qual será a natureza das mídias: televisão, rádio, cinema, jornais, livros, redes de computador?

Não vejo a televisão sendo substituída, acredito é que a forma como a utilizamos continuará mudando. Rádios talvez se tornem cada vez mais parecidos com conteúdos de podcast, o cinema deve ter mais interações e efeitos - dizem que o próximo filme do Avatar será um 3D que não precisa de óculos. Jornais eu penso que serão raridade, a gente encontra notícias mais online do que no papel. Livros eu realmente torço para que se tornem mais acessíveis e que as pessoas se interessem mais, o formato de ebooks vem ganhando cada vez mais adeptos. Não sei muito o que opinar sobre as redes de computadores, só penso que será cada vez mais rápida e acessível. Afinal, tudo está se tornando online.

7. Quais serão os conteúdos veiculados pelas mídias? Quais os tipos de filmes, de programas de televisão?

Como estou respondendo com base nas coisas que eu gosto e quero espero que tenhamos notícias, muitos tutoriais e cursos disponíveis online gratuitamente ou acessíveis, conteúdos motivacionais. Hoje em dia, o que está em alta são filmes de live action e de super-heróis. Espero que isso continue, gosto de coisas do tipo. Espero que tenhamos mais filmes baseados em livros, principalmente de romances. Programas de televisão eu já não assisto muito, só aqueles que tenham certa comédia, que façam a gente refletir e com notícias. Quero ligar a televisão e encontrar mais conteúdos a respeito de profissões, eu ia amar algo voltado a empreendedorismo e tendências da blogosfera ao ligar a tv rsrs.

8. A rapidez do ritmo de mudança vai continuar, diminuir ou aumentar? A quais mudanças deverá adaptar-se uma pessoa habituada com os tempos atuais?

Eu penso que isso depende muito de como as nações irão se comportar. A tendência é que tudo mude, então você precisa estar sempre atendo as notícias e esteja aprendendo coisas novas - aliás, algo que muitos já deveriam estar fazendo. Terminou o ensino médio? Procure fazer faculdade, nem que seja em ead. Terminou faculdade? Faça uma pós, um mestrado, um curso de extensão, um MBA de tempos em tempos. Não imagino que no futuro com apenas uma graduação você se dê bem - aliás, atualmente para trabalhar com telemarketing estão exigindo ensino superior. Penso que em breve uma pós talvez se torne obrigação a menos que as coisas melhorem e logo.

9. Qual será a situação política do planeta? Viverá em paz total ou ainda haverá guerras?

Gostaria de dizer que encontraremos a paz mundial e viveremos felizes, porém acho isso muito difícil de acontecer e ainda mais em uma década. Pessoas são gananciosas e guerras acabam se tornando lucrativas para alguns. Só espero que na maioria dos locais as coisas sejam mais tranquilas, que possamos conviver com pessoas de outros lugares de forma mais civilizada.

10. Qual será o papel da informática, dos computadores e dos robôs na vida das pessoas?

Não sei se já teremos robôs avançados como em certos filmes, mas provavelmente será algo cada vez mais presente na vida das pessoas. Imagino um mundo cada vez mais conectado no mundo online, informações disponíveis a um toque da sua mão. Talvez os computadores se tornem mais sofisticados, mas penso que o investimento maior será nos aparelhos celulares.

11. Haverá ainda conflitos raciais ou as raças estarão em vias de integração?

Hoje me parece tão idiota pensar que alguém discrimina outra pessoa por causa da sua cor de pele. Espero que no futuro isso não exista mais, é simplesmente tão ridículo você se achar superior a alguém por uma merda de cor de pele. 

Vida pessoal



Qual será a sua maneira de ser e que tipo de vira terá em 10 anos?

12. Como será minha vida espiritual? Quais as idéias dominantes que guiarão minhas opções de vida?

Eu acredito na existência de D'us, um Ser Supremo maior e melhor do que todas as coisas. A religião que eu mais me identifico e admiro é o judaísmo, que na realidade é mais um modo de vida do que tudo. Espero estar mais forte na comunidade, ter mais conhecimentos a respeito da bíblia, dos ensinamentos e tradições, dos mandamentos. Me sinto bem ouvindo músicas e louvores que clamam ao Senhor, vendo filmes como os da Rainha Ester e Rei Davi. Gosto muito do fato da Record estar fazendo novelas baseadas em histórias bíblicas, por mais que eles modifiquem algo como personagens novos, é sempre bom ter esse vislumbre do passado e baseio minha vida em coisas fundamentais não só por questão de fé mas de decência: não faça coisas ruins aos outros. Não fique só julgando, respeite os seus pais e sua família, não mate, não adultere. Respeito os seres humanos e os animais, a natureza e você mesmo. É isso que pretendo manter e que continue me guiando.

13. Como será minha vida social? Como será minha vida familiar, minha vida com os meus próximos? Como será minha vida com meus amigos? Com que tipos de amigos conviverei?

É difícil pensar em mim mesma com 30 anos, tanta coisa pode acontecer e mudar... penso que serei uma pessoa que vai sair mais - e já que não saio para lugar algum, talvez no futuro isso aconteça. Vou continuar tendo um contato muito próximo com meus irmãos e minha mãe, com meus amigos irei falar de tempos em tempos, talvez a gente marque de sair todo mês para comer algo. Não tenho muitos amigos, penso que levarei os que tenho e posso vir a conhecer outros em empresas, cursos, etc. 

14. Que tipo de trabalho farei?

Eis a grande questão. Quero ajudar as pessoas, passar os conhecimentos que tenho para jovens e ajudar a disseminar o Empreendedorismo nas escolas. Pretendo continuar fazendo conteúdo online e criar sites, quem sabe aplicativos e desenvolvimento de jogos também. Quero que a Revista Jovem Geek se torne um fenômeno. Que eu publique meus livros. Queria ter uma revista voltada para a Administração de Empresas e uma para blogueiros. Também me vejo dando aula para estudantes do ensino superior. São muitas coisas, por isso até me perco. Sei que não preciso ter o mesmo trabalho para o resto da vida, a tendência é que as pessoas passem a ter mais de uma profissão. Então, quem sabe? 

15. Qual lugar ocupará meu trabalho em relação às minhas outras atividades?

Eu penso que elas terão muita relação. Já me imagino com meu próprio escritório em casa, assim posso executar várias tarefas no tempo que eu quiser. Afinal, meu sonho é esse: trabalhar com coisas que eu amo e acho prazerosas. Meu lazer e trabalho acabam se mesclando.

16. Quais serão minhas atividades de lazer? Que lugar ocuparão na minha vida?

Ler, escrever, estudar. Sim, eu gosto tanto de aprender coisas novas que isso se torna até um hobbie. São atividades que fazem parte de mim e do que sou, e me imagino totalmente nisso.

17. Qual será meu envolvimento social e político? Serei passivo ou darei contribuições a uma sociedade que me permitirá realizar, fazer o que faço?

Não me imagino dentro da política, mas com certeza estarei por dentro do que acontece - afinal, amo conversar sobre esse assunto. Quero ajudar as pessoas a se divertirem e passarem seu tempo livre lendo algo que eu escrevi. Transmitir os conhecimentos que eu sei e for adquirindo - seja em uma sala de aula, uma palestra, uma videoaula ou em posts no blog. Não aprendo apenas para mim, quero utilizar esse conhecimento em coisas que além de me darem retorno financeiro consigam ajudar alguém.

Qual será a sua maneira de ter?

18. De que maneira minha forma de ter me permitirá alcançar minha realização pessoal?

Vou me sentir muito satisfeita tendo uma casa própria, carros, uma vida estável onde eu tenha essa estabilidade mas também consiga investir. Eu quero ter meu próprio negócio então ter minha empresa será uma fonte imensa de realização.

19. Qual será meu nível de vida?

Espero que seja alto porque ter casa, carros, empresas e viajar exige um certo poder aquisitivo e sabemos que no Brasil não dá para viver só vendendo livros, você paga para isso no final das contas haha. Não preciso ser bilionária, claro. Mas preciso ter o suficiente para viver bem, ajudar minha família, empregar pessoas e ter o bastante para pagar o salário delas. 

20. Qual será meu status social?

Espero me tornar conhecida no mundo da blogosfera e ser reconhecida como uma empresária de sucesso. Ser uma excelente docente também seria ótimo.

Quais serão suas maneiras de fazer?

21. O que farei como atividade profissional para me realizar?

  • Fazer consultora de organizações empresariais. Diagnóstico organizacional, mapeamento de processos, intranet, treinamentos, etc.
  • Dar aulas como professora de ensino superior. Em áreas relacionadas a empreendedorismo, marketing, projetos, etc.
  • Escrever livros de romance, fantasia e aventura, figurando na lista de best sellers como autora.
  • Gerenciamento de uma empresa de comunicações que incluem minhas revistas. Talvez eu tenha minha própria editora.
  • Serviços de web designer, talvez seja o setor da primeira empresa que eu crie. De mídias digitais também, em especial social media.

22. O que farei como atividade secundária - esportiva, de lazer ou outras - para me realizar?

Ler e fazer resenha desses livros. É isso, espero continuar com o meu blog e que ele se torne um dos maiores do ramo literário do Brasil. Comecei recentemente a postar no meu canal no youtube, quem sabe faça sucesso e em 10 anos eu tenha algum programa na tv para falar dessas coisas?

Atividades profissionais



23. Quais foram as minhas realizações no passado? Quais contribuíram para meu crescimento pessoal?

Eu tenho 20 anos, então se eu fizer um feedback do que fiz nos últimos 10 anos vamos começar na infância haha. 

  • Ir a uma oficina de blogspot. Durou 1 semana, eu devia ter uns 13/14 anos e foi gratuita. Aquilo mudou muito a minha vida, pois depois que criei meu 1º blog nunca mais parei. 
  • Conhecer sagas como Harry Potter, Percy Jackson e O Senhor dos Anéis. Eu me apaixonei por esses livros e fez com que eu lesse cada vez mais, até o desejo de ter meu próprio livro ganhasse força.
  • Criar RPGs dos meus livros favoritos. Parecia que eu estava gerenciando uma empresa fictícia e virtual com centenas de envolvidos. Era o máximo e fez com que eu quisesse ter minha própria empresa.
  • Ganhar bolsa de web designer graças a minha mãe. Eu já mexia com edição de páginas web por causa dos blogs, você acaba tendo que pegar algo de HTML e isso fez com que eu tivesse interesse na área. Esse curso me abriu muitas portas, fez com que eu pudesse ganhar dinheiro fazendo algo divertido e legal.
  • Entrar para a faculdade. Me tornei representante de turma, fui monitora, fiz Iniciação Científica. Isso fez com que eu estivesse mais próxima dos professores, da coordenação e das pesquisas acadêmicas, o que por sua vez me fez querer dar aulas.
  • Conseguir o meu 1º emprego. Ver como funciona uma empresa de verdade na prática, como se dá os relacionamentos entre colegas e supervisores. 
  • Conseguir meu 1º estágio. Fez com que eu aprendesse muito sobre culturas organizacionais, a importância de feedbacks e autonomia para conduzir projetos. 

24. Quais oportunidades de trabalho existirão no setor em que atuei no passado?

Eu trabalhei em uma empresa de telemarketing para o setor de varejo e estagiei em uma empresa que era fornecedora de equipamentos e produtos para hospitais, universidades, etc. Telemarketing é uma profissão que segundo pesquisas deixará de existir no futuro, mas ainda tem muitas vagas disponíveis e depois que você trabalha com atendimento ao cliente consegue atuar em qualquer empresa nessa área. Analisar dados e casos, ter empatia com o cliente e tentar entender o que ele quer - às vezes, dá a impressão de que nem ele sabe ao certo. Na área da saúde, poderia atuar no setor de compras de hospitais, faculdades, etc.

25. Existem setores de atividade, diferentes ou relacionados àquilo que faço atualmente, em que me sentirei mais realizado ou em que produzirei melhor?

Eu só trabalhei em duas empresas de forma registrada, então minha experiência é reduzida. O que posso dizer é que a atividade em si era algo que eu gostava - o que importa é se eu tenho tempo para respirar, para propor novas ideias, conversar. Para mim, ambientes com muita cobrança ou metas não funcionam. Me explica o que eu tenho que fazer e quanto tempo tenho, vou lá e faço. Me dá muita satisfação saber que consegui fazer o que foi proposto e não precisei me pilhar por conta disso.

26. Quais oportunidades existirão em outro setor no qual nunca atuei?

Uma profissão em alta é o cientista de banco de dados. Big data, programação, é algo que vejo muito em alta para o futuro mas do qual nunca me aprofundei. 

27. Quais são as ideias de produtos e serviços decorrentes da minha projeção do futuro e das oportunidades destacadas?

Eu li e reli essa pergunta e não entendi direito, sorry. Eu sei que esse lance de analisar dados de consumidores é tendência, espero fazer um MBA sobre isso e me aprofundar para ver como colocarei isso em prática nos meus projetos.

28. Qual destas ideias de produtos e serviços poderá levar-me à criação de uma empresa ou a trabalhar por conta própria? Por quê? Explique claramente a lógica de sua resposta.

Web designer. Verificar quais são as necessidades do seu cliente e projetar para ele um site, gerenciamento de redes sociais e toda essa parte de marketing para atrair novos consumidores e manter um relacionamento com os atuais. Já trabalho como freelancer com isso, pois com a falta de emprego muitas pessoas acabam recorrendo a ter o próprio negócio, uma loja virtual e oferecer seus produtos no meio online.

29. Qual será o mercado do produto ou serviço: clientes, onde estarão, como será a concorrência?

Os clientes se encontram online mesmo, muitos já tem estabelecimentos físicos mas não tem um web site. Tem muitos webdesigners por aí e dos que eu conheço um ajuda e indica o outro. A questão aqui é começar porque todo cliente pede um portfólio. Então você começa com preços acessíveis até ir tendo uma boa cartela de clientes. Não sei como isso estará daqui a 10 anos, mas programação é algo do futuro então espero estar em um bom caminho e que isso já seja um começo para juntar capital para outros empreendimentos.

30. Como será a empresa que irei criar para explorar o produto ou serviço: quantas pessoas terá, qual a necessidade de instalações e equipamentos, qual a necessidade de capital de giro?

Não precisa de início de muitas pessoas porque se precisar de alguém para fazer algo (edição de imagens, de conteúdo, etc) consigo fazer sozinha ou contratar freelancers para me ajudarem. Não tem necessidade de espaço físico, até porque se for necessário conversar pessoalmente com o cliente é só ir até ele em sua empresa. Computador é normal ter um em casa, o essencial é ter programas de edição como photoshop, um Dreamweaver da vida ajudaria também. Cada cliente tem uma solicitação diferente, então é possível contratar pacotes Adobe de acordo com o que foi requisitado e embutir esse valor ao cliente. De início, é bom fazer cartões de visita, um website óbvio e investir em propagandas no facebook. Diria que com uns R$ 200,00 você já consegue começar, isso desde que você tenha conhecimentos de web designer. Eu fiz curso no Senac e atualmente faço no Senai porque ganhei bolsa, complemento fazendo cursos online gratuitos.

31. Qual é o meu modelo de empreendedor? (pessoa).

De cabeça assim diria o Marcos Lemoni. A forma dele analisar uma empresa, verificando processos pessoas produto pra mim é sem igual. Assisti vários episódios de O Sócio e aprendi muito com ele, espero um dia ter o faro dele haha.


Achei bem interessante essa atividade e espero daqui a uns anos voltar para reler esse post, ver o que mudou haha. E vocês, já pararam para refletir hoje: 

Postar um comentário

O que achou desse post? Encontrou algum erro ortográfico? Não deixe de comentar! Sua opinião é muito importante pra nós.
Não tem conta no google? Não tem problema.
Escolha a opção nome/url e coloque seu nome.
Volte sempre.

My Instagram

Copyright © Um Remédio Chamado Ler. Made with by OddThemes & Artworkdesign