Resenha : Quando a Bela domou a Fera - Um Remédio Chamado Ler

Um Remédio Chamado Ler

Um cantinho legal na internet

30 de jan de 2019

Resenha : Quando a Bela domou a Fera

Ano passado, minhas leituras caíram e muito. Eu, que costumava ler quase 20 livros por mês, mais de 100 por ano. Não que a leitura se baseie em quantidade, mas eu sentia falta de ler, sabe? Mas é faculdade de um lado, a revista Jovem Geek de outro, meu novo blog já nem tão novo assim Vida & Estilo. Deu pra perceber que é muita coisa ne? Acabou ficando aquela correria, e isso impactou nas minhas resenhas: mesmo ainda lendo muitos livros, não escrevi resenha de quase nenhum.

Para correr atrás do prejuízo, estou tentando escrever resenha de pelo menos 1/3 dos livros que eu ler esse ano, e resgatar alguns do ano passado. Um livro que me encantou em 2018 foi Quando a Bela Domou a Fera, então segue a resenha:


Título: Quando A Bela Domou A Fera
Autor: Eloisa James
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 320.
Gênero: Romance de época
Série: Contos de Fada #1

Resultado de imagem para Quando a Bela domou a Fera



Eu sempre que posso estou visitando outros blogs literários e pegando indicações de livros, e vou anotando em uma listinha os que me interessam.  Esse eu peguei de um blog, mas não me recordo o nome. Só sei que me apaixonei pela história logo na sinopse. Aautora Eloisa James pegou um clássico, que é a história da Bela e a Fera e construiu um maravilhoso romance histórico.

Eleito um dos dez melhores romances de 2011 pelo Library Journal, Quando a Bela domou a Fera é uma deliciosa releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos. Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher.

Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas.

No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?

Resultado de imagem para gif romance

Eu comecei o livro sentindo muita pena da protagonista, Linnet. Ela é bonito e muito cortejada pelos rapazes, se tornou amiga do príncipe, que também tinha lá seus interesses por ela, e chegou até a beijá-la. Linnet é a sensação daquela temporada, mas por mais bela que uma pessoa possa ser, uma roupa errada acaba com tudo e foi justamente isso que aconteceu. Linnet é um tanto "cheinha", se me permitem dizer, principalmente no busto e por causa de um vestido, que fez ela parecer "enorme" (e também por um mal entendido em uma festa, quando ela vomitou) todos pensaram que ela estava grávida, o que é um crime naquela época, bem dizer : uma jovem donzela grávida sem ter se casado? Está arruinada.

Seu pai, em uma tentativa desesperada de desencalhar a filha, faz um acordo com um duque que também está desesperado, pois seu filho, Piers, precisa de um herdeiro, mas o rapaz se recusa a se casar e ninguém parece disposto a se casar com ele, diga-se de passagem.

E assim Linnet vai parar no castelo do filho desse duque e passa a morar com Piers, o conde, como a noiva dele. Mas Piers, que além de conde é um excelente médico, mal olha para a garota e já percebe a farsa : ela não está grávida, e ele não quer saber de noiva nenhuma.

E tal como dizem, ele é uma fera e um verdadeiro monstro: por conta de um acidente que sofreu na infância, uma de suas pernas é coxa, e ele precisa andar com a ajuda de uma bengala. Por eventualmente sentir dores insuportáveis, devido a essa condição, isso faz com que ele seja uma pessoa extremamente antipática, rabugenta, que não pensa duas vezes antes de ofender alguém, e essa fama o percebe por países afora.

Resultado de imagem para imagens fofas

Eu me apaixonei e muito pelo Piers. Naquela época, não era normal uma pessoa da alta sociedade ter uma profissão, e o fato dele ser um médico e não qualquer médico, mas um que era muito respeitado pela comunidade diz muito sobre ele. Ele tem um humor bem ácido, mas conforme os capítulos vão passando, era inevitável não dar umas boas risadas com ele. O casal principal foi bem construído, e perto do final do livro fiquei com o coração na mão com um certo fato que aconteceu, mas o desfecho foi lindo e surpreendente.

Os personagens secundários, apesar de não terem tanta participação, também contribuem para que a leitura seja ótima. Piers e o pai tem um relacionamento bem intenso, e o primo Sebastian, que também é seu melhor amigo, tem uma presença muito boa.

Além desse livro, que é o 1º da série Contos de Fada , também teremos releitura das histórias de Cinderela, A Princesa e a Ervilha, Patinho Feio e Rapunzel. E aí, para qual você estaá mais ansioso? Beijos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Encontrou algum erro ortográfico? Não deixe de comentar! Sua opinião é muito importante pra nós.
Não tem conta no google? Não tem problema.
Escolha a opção nome/url e coloque seu nome.
Volte sempre.