Siga @katherslynne

13 de dez de 2017

Papo Literário : Livros de Banca

Sabrina, Bianca. Paixão, Desejo, Morden Sexy, Clássicos Históricos... Fiz você torcer o nariz? Eu torceria. Quero dizer, rola um certo "preconceito" com esse tipo de livro. É livro de banca? Passe longe. Certo? Mais ou menos. O Papo Literário de hoje vai justamente falar disso, dos livros de banca.


Li pela primeira vez um livro desses quando tinha uns 13 anos. Vi na biblioteca, fiquei curiosa. A bibliotecária não queria me deixar levar o livro, afinal, a capa era meio... Sedutora, e provavelmente conteria uma história inapropriada para menores. Apesar disso, ela acabou liberando, e toda semana eu voltava lá e pegava mais.

Pra quem não sabe, romances de banca são livros de romance bem curtinhos, que sempre possuem uma história de amor que não importa o que aconteça, acaba em final feliz. Eram romances que eu achava maravilhoso, um conto de fadas praticamente impossível de se realizar, mas fazer o que? Queria sonhar. E uma coisa que ficou comigo foi o aprendizado. Minha mãe nunca foi dessas de sentar e conversar sobre certas coisas. Sexo, por exemplo, é meio que um tabu. E através desses livros, pude entender mais sobre relações sexuais e etc. E acho que não foi apenas comigo. Conheci muitas garotas que através desses livrinhos, além de se apaixonarem por esses romances, aprendiam mais sobre coisas do seu próprio corpo que não sabiam. 

Porém, conforme o tempo foi passando, eu fui notando uma coisa. O roteiro era sempre o mesmo. E eu já estava farta daquilo. Muda o nome dos personagens, os cenários, só que parecia monótono demais, repetido demais. E foi aí que eu me cansei desse tipo de leitura e me aventurei por outros caminhos. Mas então, volta e meia, acontece algo que me faz querer voltar.


Sabe quando você está acompanhando uma saga e está no último livro? E você está tão vidrado e apaixonado pela história que tem certeza de que vai entrar em DPL, #Depressão Pós Livro? Então, foi o que me aconteceu. Com medo de passar dias, talvez semanas sem vontade de ler nada, interrompi minha leitura e fui ler outras coisas, e peguei um livro da Harlequin. O motivo é que as histórias são curtas, em duas horas já tinha lido. Então relebrei aquela época em que lia esses livrinhos sem parar, e voltei a focar neles. Duas semanas se passaram, 14 livros da harlequin lidos, e resolvi fazer uma matéria sobre eles. Porque voltei a me apaixonar por essas histórias.

Minhas favoritas são aquelas em que o personagem principal é super ciumento, possessivo, e a protagonista acaba grávida. Essas são as que mais me fazem rir rsrs. Sei que muita gente detesta, chega a dizer que odeia esse tipo de leitura. Não tiro a razão deles de detestar. Eu mesma, tem momentos, que não consigo terminar a leitura. A história parece que está mal escrita, sabe? Nada me convenceu, só que tem uns também que me fazem suspirar. 

E o que fica disso é o seguinte : pra você, que quer uma leitura fácil, leve e rápida e que gosta de romances, leia um livro de banca. Quando estiver no tédio, em DPL, deixe esse "preconceito" de lado por algumas horinhas e tente se aventurar por esse caminho. Por mais repetitivo que seja, uma vez ou outra esses livrinhos podem te salvar.

2 comentários:

  1. Awww, eu lembro de já ter lido algum livro de banca. São bem curtinhos e bem simples mesmo, mas é uma ótima recomendação pra quem quer ler algo leve, sem se apegar muito. Eu não costumo ler mais porque a maioria dos títulos que vejo são voltados pra um romance mais erótico, hot, e eu fico incomodada com leituras assim, haha.
    Amei seu post, fez relembrar minha adolescência.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Quanto tinha 13 anos também comecei a me aproximar da leitura, nunca fui muito fã de romance, sempre amei o drama, a leitura é algo viciante, quando lemos é nós apaixonamos sempre queremos ler mais é mais

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Encontrou algum erro ortográfico? Não deixe de comentar! Sua opinião é muito importante pra nós.
Não tem conta no google? Não tem problema.
Escolha a opção nome/url e coloque seu nome.
Volte sempre.